sexta-feira, 2 de julho de 2010

PRAIA DE LABREGO, VAGUEIRA - PARQUE AQUÁTICO VAGA SPLASH - VAGUEIRA - GAFANHA DA BOA HORA






/
Uma formidável praia e um fantástico parque de diversões entre as dunas da praia de Labrego, a sul da Praia da Vagueira e a norte da praia do Areão.
A Sul de Aveiro e a norte da Figueira da Foz e de Mira como pontos mais estratégicos. Situado entre a Ria e o mar, numa nesga estreita de Terra, que, mais de areias, - é a Gafanha da Boa Hora - não é de largura mais do que aquela que é usada por este magnífico empreendimento.
Praia de prateadas e finas areias de uma extensão a perder de vista. Zona concessionada, vigiada por nadadores salvadores e com os apoios necessários. Água límpida de azul céu com zona de banhos. Nela funciona uma escola de Surf com professor permanente. Tem apoio de bar – foi antigamente o bar do Labrego, o mais concorrido e o mais famoso dos anos 70. É o bar do empreendimento, na praia, que, é dirigido pelo senhor Nelson e onde é barman o agradável Tiago e a simpática Kika.
É moderno, o magnífico parque de diversões, com piscina para crianças e adultos e com escorregas para crianças e adultos também. É o Vaga Splash, onde, as centenas de crianças e não só, se divertem nestes tempos quentes de verão e de férias das escolas e das famílias. É apoiado por todas as infra-estruturas que nos dias de hoje são indispensáveis e ou obrigatórias para os parques aquáticos. Tem vigilantes do ambiente em geral, nadadores salvadores em permanente exercício nas piscinas, enfermeiro permanente e demais pessoal atento e indispensável. Aqui, outro bar e restaurante, além de geladaria. No restaurante, serve tanto as refeições ligeiras como menus cozinhados do dia e, à lista.
Para ficar; para pernoitar ou para permanecer longos períodos, possui cerca de vinte Bungalows, para pequenas, médias ou grandes famílias.
Apoio ao auto–caravanismo é uma das ofertas muito procuradas hoje em dia por turistas estrangeiros e já também por nacionais. Aqui, pode abastecer de água potável, fazer as limpezas indispensáveis e necessárias nas caravanas e auto-caravanas, para prosseguir viagem de imediato ou, pretendendo, descansar uns dias e usufruir de todas as ofertas.
Fiquei impressionadíssimo, pela positiva, com a organização: as simpatias da administração e de todo o pessoal; colaboradores, contratados e ou empregados.
É a continuidade dos Labregos, que, agora como família Costa, estão na administração desta praia, destas terras e, na sociedade desta aldeia, a Vagueira.
Neste local, que, agora é um imenso empreendimento turístico, iniciou o saudoso ancião, Claudino, com uma quinta agrícola, logo que chegou do Brasil. Para além das culturas habituais da região, como a batata e o milho, foi sucesso a cultura da chicória, que, para ter seguimento o seu produto, dispôs também de uma torrefacção.
Foram radiantes os dias que aqui passei, numas pequenas, mas muito boas férias.
Boas férias para si, que, para cá vem.

majosilveiro

/
Na praia de Labrego da Vagueira





Há! Que bem que eu estaria,
A minha vida, a vida inteira,
Nesta belíssima praia,
Logo ao lado da Vagueira.







No barzinho de praia do Senhor Nelson,
No alto das dunas do areal de Labrego,
É saboroso o cafezinho, ao luar,
Com aquela paisagem, a ver o mar.









Na praia de Labrego da Vagueira,
Ficaria minha vida inteira,
A ver o luar e a ver o mar,
E, sempre sempre a versejar.






*
Na praia de Labrego da Vagueira

/
Há! Que bem que eu estaria,
A minha vida, a vida inteira,
Nesta belíssima praia,
Logo ao lado da Vagueira.

/
Como tanto gozaria,
Nesta praia de Labrego,
Que vida eu levaria,
Gostaria, não renego.

/
Ao lado da praia do Areão,
Na Gafanha da Boa Hora,
Segue-se-lhe a Gafanha da Encarnação,
Concelho de Vagos, a toda a hora.

/
Areão, Labrego, Vagueira,
Costa Nova e Barra, são as praias,
De Sul a Norte é o sentido,
Da Costa Verde; são as raias.
/
No barzinho de praia do Senhor Nelson,
No alto das dunas do areal de Labrego,
É saboroso o cafezinho, ao luar,
Com aquela paisagem, a ver o mar.

/
Na praia de Labrego da Vagueira,
Ficaria minha vida inteira,
A ver o luar e a ver o mar,
E, sempre sempre a versejar.
/
João da Mestra










*
SURFAR É SALUTAR

/
Que salutar que é surfar,
Na crista da onda, no mar,
Bem tocado pelo vento,
Em equilíbrio, aguento.

/
Com técnica, na perfeição,
E professor a dar a lição,
Às vezes, na prancha de pé, a equilibrar,
Outras, na prancha deitado, a nadar.

/
Que maravilha de sensação,
É equilibrar na crista da onda,
Com aquela brava ondulação,
Velocidade, pareço furacão.

/
Pela crista da onda, no mar,
Ali vou eu a navegar,
Sem remo e sem vela, em flat mar,
Dou voltas e rabioscas, regresso a nadar.

/
Sinto-me jovem rejuvenescido,
Com sangue na guelra e a fervilhar,
Pratiquei surf no mar,
Nova adrenalina está comigo.

/
Estou um jovem muit´a louco,
Agora posso amar mais um pouco,
Tenho adrenalina a renovar,
E o sangue na guelra a fervilhar.
/
Joãodamestra


/
O Parque de diversões Vaga Splash

da Praia de LABREGO



































NAS FANTÁSTICAS PISCINAS


Fui p´ra piscina nadar,
Longas braçadas, a bracejar,
Com grande descoordenação,
Como um prego…, a flutuar!

Veio a nadadora – salvadora,
Para me salvar daquela aflição,
Muito aflito estava na hora,
Tive que boca-a-boca, receber respiração.

Que anormal mistura fisiológica;
Cheiinho d´ adrenalina,
Mais o sangue na guelra, abundante,
Agora a receber respiração,
Deu-me enorme congestão,
Ai…que me vou num instante,
Saltou-me…, o coração.




























E NO PARQUE VAGA SPLASH


/
Agora no escorregão,
Do parque aquático de diversão,
Desde escorregar no caracol,
Ou no enorme Kamikaze,
De intermédio apanhar um bom sol,
É melhor do que estar em casa.

Subir às alturas é o meu forte,
E descer em velocidade vertiginosa;
Escorregaria até à morte,
Por uma donzela jeitosa.
Mas, sempre caio em água da piscina,
Com super-visão da amada minha.



João da Mestra






majosilveiro

7 comentários:

evaristo-léa disse...

Manuel,muitos parabens pélas férias que estás passando,daria tudo par estar ao teu lado nessas lindas viagens;lindas essa praias;saudaçoes e tudo de bom evaristo

Sandro Salomon disse...

Boa combinação de fotografia e poesia. A praia é muito linda e com ótima infraestrutura para receber o turista. Parabéns, abraços.

majosilveiro disse...

Olá **Lea e Evaristo**. Eu disse Evaristo, para marcar as suas férias mais cedo. Porque está agora à espera e de quê? Quando chegar venha ver este sítio, é magnífico. Obrigado pela sua atenção. Abraço

majosilveiro disse...

Obrigadíssimo Sandro Salomon, pelo incentivo. Fico satisfeito pela apreciação dos meus poemas e, de toda a composição. Abraço

Brun Maria disse...

OLa.

Como Professor e responsavel pela escola de surf na Praia do Labrego - Vagueira, fiquei deliciado a ler os seus versos...

A nossa Praia é a mais bela do mundo.
Temos o paraiso ao nosso lado e muita das vezes nem o vemos!

Abraço,

Bruno Maria

Estela disse...

Gosei dos versos e da sua opinião sobre esta belíssima praia. Queria aqui deixar o meu agradecimento ao Tiago, que é o reponsável do barzinho junto à praia, pelo seu trabalho em defesa desta praia. Ele, e os seus amigos, fazem mais pela praia, e compreendem muito melhor o problemas de erosão costeira que a afectam, do que os denominados "especialitas". Viva a praia do Labrego!

Luna Bar Recycle disse...

Voltei a encontrar o seu contacto e finalmente vi os seus textos. Gostei muito!... tanto da fotografia como da poesia.
Obrigado por partilhar a sua experiencia desta forma. Abraços e beijinhos do Tiago, da Carolina e da Kika.
Até a proxima :)